Coelho doido

Coelho doido
My twiter clica

Seguidores precisa-se...

tudo por uma causa, uma causa que estou a construir para os lados de gaia...

Antes de embarcar não se esqueça de obliterar...

Cuscos

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Multa a custa da antiga DGV...

Boas
Mais uma aventura e esta, saio bem cara...
Ora bem, eu vou explicar mais ou menos a historia surreal que se passou comigo á custa da antiga D.G.V.
Tudo começou quando mudei de emprego, passei a fazer um trajecto em cerca de 80 km, Vila nova de Gaia – Paredes, como vos falo em outro episodio da minha vida, decidi aplicar um sistema de GPL no meu carro por este ser mais barato de maneira a que pude-se poupar uns euros.
Dirigi-me a empresa ECCOGAZ que fazia essas aplicações que me disse o preço total estava incluido montagem, aprovação pela DGV (inspecção) e alteração dos documentos ou seja livrete e registo de propriedade.
Entreguei então o serviço a empresa ECCOGAZ, este ficou excelente, boa montagem, bons acabamentos, bom atendimento, etc…
Ora, até ai tudo bem se não fosse o caso de estar a espera dos documentos que a DGV ficou de enviar para casa já alterados.
Como sei que o nosso pais anda a carvão e todos os serviços governamentais demoram seculos a ser processados, aguardei, aguardei e aguardei, tanto eu como a ECCOGAZ que de tempos a tempos tinham de me aturar a reclamar o facto dos documentos não me terem sido ainda enviados.
Como o meu carro é de 1996, ao fim de 1 ano chegou a altura de fazer a inspecção periodica, que para meu espanto o centro de inspecções a que levei o carro me disse as seguintes palavras:
- não podemos fazer a inspecção ao seu veiculo porque a guia da DGV não é válida, tem de nos trazer os documentos originais.
Ora bem, andei um ano ilegal com documentos fornecidos pela DGV que não são aprovados pelo centro de inspeções.
E quem manda no centro de inspecções?
- A DGV…
- Caricato não é?
Como preciso do carro para ir trabalhar, decidi precionar a ECCOGAZ, se paguei o serviço como acordado teria de ser servido como acordado, foi então que a ECCOGAZ me disse após um mês de prescistencia, que foi a DGV que limitou-se a encostar os documentos do meu carro para um dossier qualquer, não lhes dando o fluxo correcto.
Como a inspecção do meu carro era em Maio e só no primeira semana de julho é que ficou resolvido quer dizer que andei um mês sem inspecção obrigatoria, como se não basta-se a ECCOGAZ informou-me que o meu carro teria de ser submetido novamente á inspecção do GPL pela DGV porque a anterior já teria ultrapassado a data limite, mais uns €100 que a ECCOGAZ teve de pagar.
Que remedio tive eu de deixar o carro na ECCOGAZ para tornar a ser inspecionado.
Ficou então agendado para quinta-feira dia 3, e por mais comico que que possa parecer na quarta-feira anterior quando me dirgia para o trabalho com o carro sem a dita inspecção claro, fui convidado a parar pela brigada de transito na auto-estrada A4 sentido Porto – Amarante, porque no computador que pussuiam deu-lhes a informação que a minha matricula não tinha a inspeçcão regularizada, informação essa dada imaginem? Pela DGV claro…
Mesmo depois de explicar toda esta situação ao guarda BT, este para além de me aplicar uma coima de €250 me disse;
- Você anda com o carro na via publica porque quer…
Olha foda-se… Ao seguir o sentido das palavras do bofia passaria durante um mês a fazer 80 km por dia a pé, bonito não é?
Desta parábola toda só posso conclui que:
A DGV está somar alguma comissão pelas multas que obriga os condutores a ter… de certeza…

2 comentários:

luciana disse...

es demais...
entao foste "convidado" a parar pela brigada de transito na auto-estrada A4, apanhast uma multa e o bofia ainda te sugere a nao ter a viatura na via publica?!?!?
ves...
isso eh p aprenderes a nao aceitar kker tipo de "convite"...




lol!

Rui Sousa disse...

tas muito espertinha amiga ...;c)