Coelho doido

Coelho doido
My twiter clica

Seguidores precisa-se...

tudo por uma causa, uma causa que estou a construir para os lados de gaia...

Antes de embarcar não se esqueça de obliterar...

Cuscos

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Saquinho de coragem...


Boas...
Quem não viveu já um dia em que, teve de ganhar coragem, para decidir entre o sim e o não, entre o correcto e o incorrecto, sobre uma actitude moral ou imoral ou mesmo simplesmente dar apoio a alguem…
As vezes é tão dificil encontrar coragem que quando damos por ela acabamos por perder o sentido de oportunidade…

Enfiamos o rabinho entre as pernas como diz o povo…

Bom, não seria muito mais facil se podessemos ir a um supermercado e comprar um saquinho de coragem?
Imaginem ir a tasca de D. Maria e dizer:

- hó Ti Micas, arranje-me ai 2 kg de coragem, porque mais logo vou saber o resultado de um exame médico…

Eu digo isto com tom de brincadeira e ironismo, mas:

Sabes, comigo aconteceu algo parecido… não ir o a tasca… mas sim arranjar o ter de dar coragem…

Um dia como outro qualquer, que a partir desse momento deixou de ser um dia qualquer… uma grande amiga dirigio-se a mim, desabafou que aquela altura da sua vida estava a ser infeliz, o tomar de decisões era contante, e a sua presença era preciosa nos olhos de quem lhe é proxima, pois esse alguém estava a passar por uma situação pela qual nenhum ser humano deseja passar…doença…

Para mim isto era um real pedido de coragem!!!

Naquele momento surgiu dentro de mim um sentimento de impôtencia, do querer fazer tudo e não poder fazer nada…
Deu-me uma raiva…
Pois a única coisa que pode fazer foi dividir emossões e tentar explicar que as coisas quando surgem, é porque estão destinadas e se acreditarmos em nos próprios, tudo vai correr bem…
Foi então que ofereci algo para que o sentimento dessa pessoa podesse mudar… ofereci-lhe algo bobo, imaginario mas com muita força emossional…
Dirigi-me para essa pessoa e ofereci-lhe um saquinho de coragem, fechei a mão contra o peito, fiz um pouco de força e estendi-lhe a mão, dizendo-lhe estas palavras:


- sabes estou a oferecer-te parte da minha coragem, aceita este saquinho de coragem para que, quando precisares, juntas a tua coragem a minha, metes a mão dentro do saquinho e retiras e usas, pois neste momento faz mais falta a ti que a mim…

Podem não acreditar mas a expressao facial da minha amiga mudou naquele instante, era como se lhe tivesse arrancado 2 toneladas de cima dos ombros.

Uns dias mais tarde recebi a noticia de que essa pessoa querida estava bem e cheia de vida…
Bom não é… muito bom mesmo…
As vezes para ter coragem não depende de nós próprios, se precisamos da ajuda é preciso abrir-se com alguem a partir dai vão ver que tudo se torna mais facil…
E como disse Martin Luther King :

"Devemos construir diques de coragem para conter a correnteza do medo. "

bjs e abraços
Rsousa

2 comentários:

Cá, disse...

Gostei dessa parte:

"...ganhar coragem, para decidir entre o sim e o não, entre o correcto e o incorrecto, sobre uma actitude moral ou imoral..."

Sabes, penso que mesmo sem o saquinho de coragem, devemos sempre decidir pela atitude correta e moral, em qualquer circunstância de nossas vidas... ou pelo menos tentarmos agirmos assim. Com certeza essa sempre será a melhor forma de agir, ou pelo menos melhor saída.
Pois não existe melhor remédio pra insônia que a consciência tranquila...

Penso que agindo sempre da forma mais honesta e correta, é a melhor demosntração de coragem que possamos transmitir pra outras pessoas.

ahh seria mesmo muito bom, se podéssemos comprar saquinhos não só de coragem, mas de honestidade, de amor, de lealdade, de força, de garra...


Bom seria!
Pena que as coisas não são tão fáceis assim.


Mas ainda bem que temos amigos que nos ajudam, que nos ouvem, que nos estende as mãos e o ombro. Assim como vc.

....

CORAGEM!

bjus

Rui Sousa disse...

há coragem e ha coragem...